Texto e fotos: Carolina Campos

Praticamente desconhecido pela a maioria dos brasileiros - e, por isso mesmo, ainda bastante selvagem - o Parque Estadual do Jalapão é uma das regiões mais bonitas do Brasil graças à vida e às cores que emanam da natureza. Situado no estado do Tocantins, o Jalapão é um oásis meio a um cerrado cheio de paisagens exuberantes e variadas, como cachoeiras, rios, fervedouros, chapadas, dunas gigantescas e rochas. É o destino ideal para quem deseja ter contato exclusivo com o mundo natural e seus encantos.

A imersão é total: não há sinal para celulares e é raro encontrar orelhões. Nas redondezas, a infraestrutura turística encontra-se apenas nos municípios de Ponte Alta do Tocantins, em Mateiros, Novo Acordo, São Félix e em Santa Tereza do Tocantins.

Se tem algo mais que se possa dizer em relação ao Jalapão, é: simplesmente vá!

Mais lidas:
Fernando de Noronha barato: é possível, sim!
Praia Moreré, na ilha de Boipeba
Os melhores lugares para viajar sozinha pelo Brasil

Quando ir: a melhor época é entre os meses de maio e setembro, período de seca com sol garantido e além disso as estradas ficam em melhores condições.

Como chegar: o aeroporto mais próximo é o de Palmas, a 198 quilômetros do parque. Partindo de Palmas, o acesso é pela TO-050 (até Porto Nacional) e TO-255 (até Ponte Alta do Tocantins, considerada a porta de entrada do parque).

Como circular e hospedagem: por conta das grandes distâncias e dos buracos nas estradas de terra, o ideal é fazer o roteiro com um carro 4x4 ou contratar alguma das diversas agências de viagem que fazem expedições no Jalapão. Os serviços costumam incluir um veículo off road, passeios, refeições e hospedagem. Se fizer a viagem de forma independente, leve uma barraca ou vá com reserva feita, já que há poucas opções de pousadas.

As principais atrações do parque:

Fervedouro
Em meio à vegetação fechada e cercada de bananeiras, a nascente de um rio subterrâneo forma um lindo poço de água cristalina. A sua grande pressão impede que as pessoas afundem. É uma experiência bastante lúdica e a sensação de não conseguir submergir é incrível.

Pôr do sol nas dunas
As dunas de areia que chegam a 40 metros de altura são formadas por quartzo que vem das erosões das rochas e da Serra do Espírito Santo. À medida que o sol se põe, a luz muda de tom deixando a cor dourada da areia ainda mais bonita. As dunas são cortadas por um riacho, mas a sensação é que você está num deserto. Se for época de lua cheia, espere por ela: nada é mais bonito do que vê-la refletida nas águas tranquilas do rio.

Cachoeira da formiga
A queda não é alta, mas tem um grande volume de água. A cor azul turquesa é um convite irresistível para um mergulho. Com uma temperatura amena, em meio a árvores e palmeiras nativas, a vontade é de não sair da água tão cedo.

Prainha
Formada pelas águas da Cachoeira Velha, é um ótimo lugar para ouvir os sons da natureza, relaxar e apreciar um banho de rio cercado por areias claras, finas e uma mata exuberante. Lá é o melhor lugar para acampar e passar alguns dias em contato com a beleza do cenário. Ao anoitecer, o céu fica repleto de estrelas.

Mirante da Serra do Espírito Santo
Após uma hora de caminhada em direção ao cume, é possível se ter uma visão privilegiada, ideal para apreciar as paisagens e horizontes de toda a região. É preciso ter bom preparo físico e levar uma garrafa de água, pois a subida é íngreme. O topo da serra é uma grande área plana, que lembra uma chapada. Um ótimo programa é acampar na base da Serra e subir antes do amanhecer, pegando o nascer do sol lá do cume.

Cachoeira Velha
Com seus 20 metros de queda e 100 metros de largura, é a maior cachoeira do Jalapão. A força e o volume das águas deixam qualquer um maravilhado. Para completar o cenário, existe uma árvore bem no meio da queda e ao fundo se veem as chapadas.

Comentários

Oi Lucas, tudo bem?

Em 5 dias você consegue conhecer bastante coisa, mas não tudo. O ideal seria passar 7 dias no Parque.

Abraços e boa viagem!
Equipe Mulher Viajante

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.