Por: Lily de Lucca e Natasha Sá Osório



Não é tarefa simples antecipar o que você vai querer usar daqui a seis dias, tampouco é fácil deixar de lado algumas peças que você adora, mas não combinam com o seu destino. Para esclarecer sobre como montar a mala de viagem, a Mulher Viajante conversou com Titta Aguiar, uma das maiores consultoras de estilo do Brasil.

Escolher o que levar fica mais fácil seguindo o nosso guia de três passos.

Passo 1: separe as roupas

Antes de mais nada, pense quantos dias vai viajar e planeje o número de conjuntos de roupa de acordo com isso. O melhor é não separar roupas aleatoriamente, mas colocá-las todas em cima da cama e analisar se elas combinam com mais de uma peça. “Todos os looks devem ser combinados antes,” explica a consultora, que aconselha as mais inexperientes a montar o look e fotografar o resultado. “Tente combinar as peças umas com as outras, por exemplo, uma calça que combina com camiseta, camisa e blusa lisa ou estampada e assim por diante”, explica. 

Mas como assim, combinar a mesma peça várias vezes? Não é uma gafe repetir roupa em viagem? Não! Especialmente se você não usar as peças para longas caminhadas ao sol ou para praticar esportes, como conta Titta. “Desde que a roupa não tenha sujado ou esteja suada ou amassada, claro! Você pode usar duas vezes se for uma camiseta ou blusa e, se for a parte de baixo, até três vezes.” Para o frio, apenas um casaco para o dia e um para a noite devem bastar. Nada de ficar encanada!
 
Uma dica esperta dessa guru do estilo é apostar em acessórios para transformar o visual. Colares, cintos, pulseiras e lenços podem transformar um vestidinho básico. Lembra da nossa dica sobre abusar da duplicidade de artigos de vestuário?

Passo dois: escolha os sapatos



A paixão por eles não pode fazer com que você perca a noção e leve 30 pares para sete dias de viagem. “É uma loucura levar uma mala só de calçados!”, alerta Titta. E aconselha: “escolha sempre sapatos bem confortáveis, principalmente se vocescolha os sapatosê tiver a intenção de caminhar muito. Abuse das cores neutras, com opção sem salto para o dia e, para a noite, um salto. Na praia, opte pelas sandálias flats ou Anabelas”.

O ideal é levar três pares de sapatos adequados à temperatura do local de destino: um confortável para caminhada, sandálias para a praia ou chinelo de quarto e um terceiro para jantares especiais ou eventos elegantes. Veja os sapatos certos para levar na mala.



Para quem ainda fica insegura, temos uma lista já pronta com o que não pode esquecer de levar. Basta ir seguindo, ponto por ponto, para não esquecer nada.

Lista do que levar na mala.

Passo 3: final stop antes de colocar tudo na mala

Reveja tudo o que colocou em cima da cama. Agora, divida mentalmente a cama em duas partes e leve só a primeira metade. Bom, talvez não precise ser tão drástica, mas a especialista recomenda severificar a malar prática. “Desista de colocar na mala peças de roupas que não são a sua cara, que você nunca usa e acha que na viagem vai ter oportunidade de usar”. É isso aí: xô roupas apertadas que ficam no armário com a promessa de um dia emagrecer ou peças que não tem coragem de usar. Titta frisa que o importante é levar roupas que amamos para evitar peso desnecessário. Caso tenha dúvidas em relação a algum ítem, não leve. Se sentir falta, compre no destino.

E se a viagem for longa e tiver vários lugares que variam entre o frio e o calor? Em primeiro lugar, quanto mais destinos tiver a viagem, menos peso você deve levar. Parece ser um conselho contraproducente, mas a probabilidade de que você tenha que carregar a mala de um lado para o outro é maior. Comece a viagem pelo destino frio, e vá deixando as roupas pesadonas pelo caminho, oferecendo para caridade, por exemplo, para não ter que carregar peso. O que custa mais no orçamento, o nó nas costas ou aquele casaco lindão? Vá comprando roupas mais leves pelo caminho, até chegar ao destino mais quente – aqui está um belo motivo para fazer comprinhas que você precisa, e quer!

Comentários

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.