Por: Mônica Mantecón

Que andar de bicicleta faz bem ao corpo, à alma e ao meio ambiente, todo o mundo já sabe. Mas há pessoas que vão além de utilizar a bike como meio de transporte no dia a dia e a usam para viajar pelo mundo.

É o caso da Monique Balestro, que começou a viajar de bike quando terminou a faculdade de relações internacionais, em 2009. Apaixonada pelos pedais desde criança, a sua primeira grande viagem foi pela terra dos tupiniquins. “Viajei com um amigo no Brasil. Fiz mais ou menos 600 quilômetros, desde a Serra do Caparaó, no Espírito Santo, até a capital do Rio.”

O próximo desafio foi sozinha. Pegou um avião desde São Paulo até Bogotá, na Colômbia, e começou a sua grande aventura. “Foram mil quilômetros desde Bogotá até o mar do Caribe. Depois viajei desdMonique Balestroe Cobán, na Guatemala, até Palenque, no México, com 24 participantes de um movimento pelo amor, apresentando espetáculos de circo pelo caminho. Foi um sonho, uma experiência única!”, conta Monique.

A jovem de 25 anos está neste momento viajando pelo México. “Desde Paleque até Mazunte, na costa do Pacífico, onde estou agora, vim com oito amigos, de bicicleta!"

É preciso fôlego para tanta pedalada! Como é o exercício diário?

“Por dia faço mais ou menos 50 quilômetros, dependendo da estrada, se tem muita subida ou não. Até agora já pedalei 3000 quilômetros e fiz 300 quilômetros de carona, porque havia muita subida e muito vento.”

A Monique conta que já viu pessoas de todas as idades, até idosas, viajando de bicicleta.

Monique no circoEla opina que as cidades cada vez mais se adequam a este meio de transporte. “De pouquinho a pouquinho, a bicicleta vai se tornando de verdade um meio de transporte. Ainda falta muito para melhorar, mas a cidade que mais me surpreendeu foi Bogotá, na Colômbia, que tem ciclovia por toda, toda a cidade”, conta a ciclista.

Ela não tem dúvidas de que este é o seu meio preferido de conhecer o mundo. “Viajar de bici permite conhecer de verdade um país porque você percorre todos os cantos, olhando com calma cada lugar e tendo muito contato com as pessoas nativas”, explica.

Monique desbravará mais pedaços do mundo ainda este ano e no próximo. “Agora vou descer a América Central até o Panamá. No final do ano, pego um avião e volto para São Paulo para passar as festas com minha família. Mas em janeiro já vou para Europa viajar de bici....”.

Fora todos os benefícios que proporciona, não é uma atividade cara. Uma boa magrela custa a partir de R$ 900, porém ela durará a vida inteira se for bem cuidada.

Com isso, montamos uma lista das melhores cidades do mundo para andar de bicicleta, dicas da Monique, e também outras indicações importantes para quem quer se aventurar como ela. Veja abaixo.

Monique viajando de bici
Melhores cidades para andar de bicicleta

Bogotá – Colômbia

Apesar de apenas 13% da população possuir carro, o trânsito na cidade é bastante semelhante ao de São Paulo - por isso a bicicleta é necessidade de muitos. Bogotá possui 121 quilômetros de ciclovias e mais de um milhão de pessoas as usam diariamente.

Amsterdã, Holanda

Cerca de 40% da população de Amsterdã usa a bicicleta como meio principal de transporte. Ao todo, são 18 milhões de bikes e 29 mil quilômetros adaptados para os ciclistas. A magrela é quase um símbolo da cidade.

Barcelona, Espanha

Possui um excelente sistema de aluguel. Dá para alugar uma bicicleta em um dos 100 pontos da Bicing e devolver em qualquer outro com o uso de apenas um cartão.

Há outras cidades com sistema de aluguel, como o Barclays Cicle Hire, de Londres, e o Velib’, de Paris. Em Buenos Aires, as bicicletas amarelas Mejor En Bici são gratuitas para os locais. Os brasileiros precisam de comprovante de residência para usufruir, mas uma alternativa são as Bici Naranja, as magrelas para turistas. A mesma empresa organiza tours pela cidade, se preferir pedalar com guia. A capital de São Paulo também oferece o sistema Bike Sampa, mas a ciclovia só funciona de forma mais extensa ao domingo.

 

Dicas para pedalar com segurança

- Evite andar perto da calçada e na contramão.

alongamento- Dê sinais para os outros veículos, sobretudo na hora de virar.

- Planeje o percurso.

- Seja gentil no trânsito.

- Leve sempre comida, água e protetor solar.

- Faça alongamento antes de pedalar.

- Bicicletas discretas ou até bastante usadas têm menor probabilidade de furto.

- Vá aumentando a distância e grau de dificuldade aos poucos, em vez de sair do sofá diretamente para a volta ao mundo.

- A bicicleta deverá estar ajustada ao seu corpo:

* O selim tem que estar paralelo ao chão.
* A base do banco deve estar à altura do meio da sua anca, medindo com você em pé, ao lado da magrela.
* A quadro da bicicleta deve ser do tamanho do cavalo (à medida que vai desde os seus pés à sua pélvis) multiplicado por 0,65. No caso das bikes de trilha, que são originárias dos EUA, você terá que converter centímetros por polegadas e subtrair 14.

- Use o equipamento essencial para ciclistas:

capacete* Capacete
É obrigatório em qualquer passeio de bicicleta e devem se ajustar bem à cabeça. Cores claras são mais indicadas, pois chamam mais atenção.

* Luvas, joelheiras e cotoveleiras
Evita a formação de calos e amortece possíveis quedas.

* Óculos escuros
Além de proteger dos raios solares, evita que lama, terra ou qualquer outro material respingue nos olhos.

* Kit de remendo de acessórios e bomba de ar

* Coletes ou faixas reflexivas
Para garantir a sua visibilidade e evitar acidentes.

* Na bicicleta, não deve faltar buzina, espelho e refletores dianteiros, traseiros e nos pedais.

Fotos: Viagem de bicicleta (primeira foto). Monique Balestro (segunda imagem, à direita). Monique em uma apresentação de circo no México (terceira foto, à esquerda). Monique e seus amigos viajando de bicicleta (quarta imagem, à direita). Alongamento (quinta foto, à esquerda). Capacete (última imagem, à esquerda).

Comentários

Monique é mesmo uma moça pedalante-andante que leva à sério esta história de relações internacionais...

Muitas Felicidades para você querida!!!

beijos da sua amiga

Aline

Além de viajar e conhecer outros lugares e pessoas ela é o Amor em pessoa, leva sempre a fé, acredita nela própria e muito A M O R na bagagem. Por onde quer que passe ela tem sempre uma palavra de paz e um sorriso maravilhoso. Amo quando ela chega em casa! Sua paz, seu amor pelos idosos e crianças contagia qualquer um!

Saudades filha e bora pedalar! Ehehehe
Linda reportagem, arrasaram!

Oi Tania! Que mensagem tão cheia de amor! Como mãe de uma viajante você deve estar sempre seguindo suas aventuras, não é mesmo? Obrigada por esta mensagem tão positiva no site!

Irmanzinha, vens cá visitar-me? Já não era sem tempo!
Tou a tua espera, Cabeção! Cuida-te até, por favor.
Adoro-te!
Beijos

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.