Aruba

Por: Lily de Lucca

Aruba é uma pequena ilha do Caribe que faz parte do Reino dos Países Baixos. Apesar de suas proporções (180 quilômetros quadrados), não perde em nada para as outras ilhas caribenhas em termos de beleza natural e atividades radicais, daí que a Autoridade de Turismo afirma que tem o maior índice de retorno de turistas.

E não é para menos! A “ilha feliz”, como é conhecida, oferece um roteiro que agradará ao mais diverso público, embora pareça que só as famílias tenham descoberto este destino até agora. As amantes de esportes encontram no incessante vento um aliado para a prática de kitesurf e windsurfe, mas há também disponíveis outras práticas aquáticas como mergulho e snorkeling, favorecidas pelo mar enfeitado com corais e com águas que variam de azul turquesa de fazer cair o queixo a azul marinho intenso.

O leque de aventuras não para por aí. Famílias com crianças também encontram emoções em passeios de banana boat, catamarã, escuna, buggies e jipes. Estes últimos são as maiores atrações. Os roteiros variam de três a sete horas passando por reservas naturais, faróis antigos, pontos históricos, a famosa piscina natural - um cantinho de águas límpidas e calmas em meio ao agitado mar do norte - e a antiga ponte natural, uma verdadeira obra de arquiteturaMergulho em Aruba da Mãe Natureza que infelizmente cedeu em 2005 deixando apenas ruínas de sua existência.

Independentemente da variedade de ofertas, as empresas e companhias que realizam os passeios não correm atrás dos clientes, então se você está acostumada a ser abordada pelo concierge do hotel para organizar as atividades de sua viagem por você, esqueça! Aruba demanda que você vá atrás dos passeios que deseja fazer, até porque muitos visitantes vão apenas para colocar os pezinhos na areia e curtir as lindas praias cuidadas pelas mais famosas redes de hotéis, como Hyatt, Occidental Grand, Riu Palace e outros.

Com tantas opções de lazer, uma questão crucial vem à mente: que língua se fala lá? Isso não é problema na “ilha feliz”! Lá, a educação pública é de alta qualidade e atinge quase toda a população, que é educada em holandês - língua de documentos e pronunciamentos oficiais em homenagem à metrópole -, espanhol e inglês. Além disso, há outro idioma oficial, o papiamento ou papiamentu, uma língua que originou das intensas misturas culturais e étnicas que formaram o povo daquele lugar, que, como o Brasil, apresenta negros, brancos, ruivos, mulatos. Notam-se influências do inglês, holandês, espanhol e português, facilitando assim a vida das brasileiras, que se fazem entender muito bem por lá mesmo em português.

Outra preocupação a menos é relativamente à água para beber. A água de Aruba é considerada a segunda melhor do mundo. Isso porque toda ela passa por um processo caríssimo de dessalinização e purificação, tornando-a muito limpa e potável. Pode-se beber água de torneira sem medo! O mesmo cuidado é dado ao esgoto, que é tratado para não contaminar o mar e as praias. E se ficamos impressionadas com a qualidade da água, a gastronomia pode deixar um pouco a desejar. Além do tradicional pastechi de queijo ou carne (algo parecido com o nosso pastel), a comida internacional parece ter tomado conta do pedaço.

Atenção, viajantes ávidas de compras: Aruba não é a melhor ilha do caribe para bater perna. Embora tenha preços muito mais suculentos dos que os brasileiros, onde é Alto Vista Chapel isolada na costa norte de Arubapossível encontrar máquinas fotográficas por US$ 300 e iPads por US$ 600, não há muita variedade, sobretudo se for em busca de produtos locais ou artesanato típico. Se mesmo assim a carteira estiver pesando, Oranjestad, a principal cidade da ilha, é melhor região de compras, com opções como o shopping Royal Plaza, em frente ao porto, o Renaissence Mall, onde abundam as grifes de luxo, ou o Renaissance Marketplace, o ponto para suvenires.

Todas as transações podem ser feitas em dólares. A moeda local é o florin arubano (AWG), com suas curiosas moedinhas quadradas, e o câmbio varia em torno de U$ 1 por 1,79 AWG (agosto 2014).

Como se locomover em Aruba:
Alugar um carro é uma boa opção. Saiba que os carros têm volantes tanto no assento esquerdo como no direito. Exponha sua preferência na hora de reservar.

Como as distâncias são curtas, usar táxis é conveniente. Os preços são fixos e variam de U$ 5 a U$ 40 segundo uma tabela pré-determinada que todos os motoristas devem apresentar. Se quiser saber de antemão para não ser apanhada desprevenida já dentro do táxi, pergunte os preços antes de entrar ou na recepção do hotel.

Os transfers das companhias de turismo podem parecer práticos, mas limitam a autonomia de horários, abusam do ar condicionado e os preços são bastante inflacionados, pagos por pessoa (ou seja, se for em grupo ou família sai mais em conta locomover-se de táxi).

Há trilhas pesadas para aventureiras experientes, mas peça orientações, tome precauções de segurança antes de ir ou procure um guia local.

Como chegar:
Seja para curtir a família, fazer (pequenas) comprinhas ou experimentar os esportes aquáticos, vale a pena utilizar os novos voos diretos desde São Paulo para a ilha com a Aruba Airlines ou pagar um pouquinho menos pelas opções com escalas em Caracas, Bogotá, Panamá ou Miami pelas GOL, Avianca, Copa Airlines ou American Airlines.

Fotos: árvore típica da região (primeira imagem). Imagem subaquática em Aruba (segunda foto, à direita). Igreja Alto Vista, isolada na costa norte de Aruba (última imagem, à esquerda).

População: 110 mil habitantes

Moeda: florins arubanos, mas dólares são normalmente aceitos - ler texto em cima com mais informações sobre o tema

Idiomas: holandês e papiamento (oficiais) - ler texto em cima com mais informações sobre como se comunicar

Fuso horário: +4h em relação a Brasília durante o inverno do Hemisfério Sul e +2h durante o verão

Visto: não é necessário

Vacinas: não são exigidas

Clima: árido. Quente e seco durante o verão, com ventos alísios ao longo de todo o ano e pouca chuva no inverno, que também é quente e com possibilidade de vendavais. As paisagens são desérticas, composta por cactos e pouca vegetação. Contrário às outras ilhas caribenhas, não sofre com furacões

Melhor época para viajar para Aruba: a alta temporada vai desde meados de outubro a abril, em especial durante a virada do ano e o carnaval. Se gosta de festas e multidões, essa época é ideal. Durante o resto do ano o movimento diminui, mas nada fecha, o clima continua sendo agradável (embora faça bastante calor entre junho e agosto), os preços em estadia descem e é possível conseguir reserva nos restaurantes mais badalados. As amantes de música não podem perder o Soul Beach Music Festival, que reúne artistas de alto gabarito e toda a ilha vira uma festa. O evento anual acontece sempre no fim de maio

Dica esperta: use shorts de ginástica por baixo da saia ou vestido porque, como venta muito, há o risco de ver suas partes íntimas expostas ao mundo. Ou então, procure usar tecidos pesados como jeans ou sarja

Emergência: ambulância, bombeiros e polícia 911. Embaixada do Brasil em Aruba: Carlos Andre Augusto Pinda Straat 17, Oranjestad. Tel.: +297-594-6001

Feriados:  Dia de Betico Croes (25 de janeiro), Dia da Bandeira (18 de março), Aniversário da Rainha (30 de Abril), Dia do Trabalho (1 de maio), Dia da Ascensão de Cristo (9 março) e Boxing Day (26 de dezembro)

Frases úteis em papiamento: oi e bom dia (bon dia), tudo bem? (con ta bai), queria uma cerveja por favor (mi por a hanja un cerbes por fabor), eu te amo (mi ta stima bo)

Comentários

É bom anexar aos idiomas em Aruba o espanhol e o inglês. Tanto em Aruba com em Curação e Bonaire os locais falam as 4 línguas fluentemente.

Oi Veronica!
Sim, como mencionamos no texto, embora o holandês e o papiamento sejam os idiomas oficiais, também é possível comunicar em inglês e em espanhol!
Obrigada, comente sempre!

Oi pessoal, sou brasileira e trabalho na area de turismo aqui em Aruba, com PALM TOURS,meu numero eh ( 00297 )5928513, se quiserem saber mais dos servico disponiveis na ilha me contatem ok !!!!

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.