França

Por: Mônica Mantecón

A França é um dos destinos mais procurados no mundo. Isto porque oferece uma variedade de atrativos como museus recheados de obras de arte icônicas, excelentes restaurantes, teatros variados e grandes lojas de alta costura, entre outros. Além do mais, é considerado o país mais romântico de toda a Europa. Oh lá lá!



Localizada no oeste europeu, a República Francesa é banhada pelo oceano Atlântico ao norte e pelo mar Mediterrâneo ao sul. Faz fronteira com a Espanha, Andorra, Mônaco, Bélgica, Suíça, Luxemburgo, Alemanha e Itália. Possui também territórios ultramarinos, como a Guiana Francesa, fazendo com que sua extensão cresça mais 120 mil quilômetros quadrados, tornando-se o maior país da União Europeia, com quase 544 mil quilômetros quadrados.



A França tem um longo histórico de batalhas e revoluções até se tornar num forte poder político no cenário mundial. Dentro da conjuntura da crise europeia, por ser economicamente forte, tem sido um país de influência decisiva. 



Apesar do mote “liberdade, igualdade e fraternidade” (“Liberté, Égalité, Fraternité”, em francês) divulgado durante a revolução francesa do século 18, a população tem traços conservadores, não aceitando o uso de véus pelas imigrantes do Oriente Médio e até novas leis progressistas tomadas pelo governo, como Torre Eifela legalização do casamento homossexual, que foi alvo de protestos.

Paris, a capital, é um dos lugares mais visitados do mundo. A “Cidade Luz”, como é conhecida, possui vários museus importantes, como o museu do Louvre (http://www.louvre.fr), com sua pirâmide de vidro, onde está exposta a famosa obra de Leonardo da Vinci, a Mona Lisa.

Falar de Paris nos remete ao seu principal cartão postal, a Torre Eiffel. Com 324 metros de altura, o mais famoso ponto turístico da França, símbolo da revolução industrial, atrai milhões de visitantes todos os anos e deixa a cidade mais romântica ao cair da noite, com sua iluminação dourada. No marco de cada hora noturna, há um belíssimo show de luzes que dura cinco minutos, até à 1h da manhã (ou 2h, no verão). Dica: dê preferência para visitar a “Dama de Ferro” durante a semana para evitar as longas filas dos fins de semana. A entrada por adulto custa € 14 (€ 14,50 a partir de abril), com direito a subir no elevador. Há reduções para crianças, deficientes, grupos e quem prefere encarar a longa subida de escada. Veja a torre direto de uma webcam.

Na Île de la Cite (em português, Ilha da Cidade), rodeada pelo Rio Sena, temos outro ponto imperdível da cidade: a Catedral de Notre Dame, de estilo gótico e com magníficos vitrais. 



O melhor modo de conhecer Paris é utilizando o metrô. São 14 linhas numeradas e mais duas secundárias (3b e 7b) que atravessam toda a capital. Mas não deixe de caminhar pelas ruas, principalmente pela Champs-Élysées, a avenida mais famosa da cidade, onde está localizado o Arco do Triunfo.


Em Versalhes, subúrbio de Paris, está o Palácio de Versalhes, construído pelo rei Luís XIV, em 1682, com o puro luxo absolutista. Tem um maravilhoso jardim, com diversas estátuas, e uma arquitetura fabulosa.

Perto da capital está também o único parque da Disney na Europa, a Disneyland Paris, que apesar de mais pequena que a de Orlando, tem brinquedos conhecidos como a montanha russa no escuro Space Mountain.

A cerca dCatedral de Notre Damee 390 quilômetros de distância de Paris, na região de Ródano-Alpes, está a cidade de Lyon, a terra de Antoine de Saint-Exupéry, autor do livro “O Pequeno Príncipe”. Por lá vale a pena visitar os antigos bairros Fourvière e Le Vieux Lyon, fundados no século 1 a.C. O principal ponto turístico desta região é a Catedral de Fourvière, que tem paredes cobertas de mosaicos deslumbrantes e é parada obrigatória das viajantes que gostam de história.



Já ao sudeste da França está a cidade de Marselha, que se destaca pelas maravilhosas vistas do mar Mediterrâneo, deixando a cidade mais antiga do país ainda melhor. O porto e o forte de Saint Jean são os principais atrativos.



Cannes, localizada ao sul da França, é a sede do maior festival de cinema do mundo. A cidade não perde no quesito glamour, já que é balneário turístico de famílias abastadas europeias e se enche de estrelas durante a época do Festival de Cannes. A costa da cidade é atravessada pela Promenade de la Croisette, uma avenida recheada de bares, restaurantes e hotéis, por onde passam carros elegantes e gente bonita. 



A França é considerada a capital gastronômica mundial, de onde catapultam pratos de prestígio. Vale a pena apostar nos tradicionais como o escargot (caracol), o ratatouille, um ensopado de legumes, o mil-folhas, um bolo com massa folhada, e nos vinhos franceses, é claro!
 A prestigiada escola de cozinha Le Cordon Bleu tem sua origem em Paris, e de lá saem chefs que fazem autênticas maravilhas gastronômicas pelo mundo afora. Existem diversos restaurantes com chefs renomados no país, como o L’Arc Paris e Le Train Bleu. Mas comer bem na França não precisa ser em restaurantes estrelados; os bistrôs espalhados pelo pais também levamChez L´Ami Jean a sério a tradição gastronômica. Em Paris, uma ótima opção é o Chez L´Ami Jean.

Para se locomover na França, a melhor opção são as modernas linhas ferroviárias nacionais, a Société Nationale des Chemins de Fer Français, ou SNCF, do qual faz parte também o TGV, o trem bala. Os caminhos de ferro franceses são dos mais modernos do mundo e ligam praticamente o país inteiro e leva até cidades de países vizinhos.Outra opção é usar as excelentes rodovias, uma boa escolha para quem viaja em grupo ou com a família. 



Para chegar, a companhia aérea Air France tem voos diretos do Rio de Janeiro e São Paulo para os aeroportos Charles De Gaulle e Orly, em Paris. A TAM faz ligação direta entre São Paulo e a capital francesa, com entrada no aeroporto Charles de Gaulle. Já as empresas British Airways, TAP e Ibéria, têm voos que saem do Rio de Janeiro e São Paulo com conexões em Londres, Lisboa e Madri. 





Fotos: Vista aérea de Paris (primeira imagem). Torre Eiffel (segunda foto, à direita), Catedral de Notre Dame (terceira foto, à esquerda). Bistrô Chez L´Ami Jean (última foto, à direita).

População: 65.4 milhões de habitantes (2011)



Capital: Paris

Moeda: euro €

Idioma: francês

Fuso horário: +4 horas em relação a Brasília



Vacina: não é necessária



Clima: mediterrânico no sul e temperado oceânico no resto do país 

Visto para turismo: não é necessário no caso de permanência de até 90 dias, mas vigora o Tratado Schengen

Vocabulário útil: oi (salut), obrigada (merci), com licença (excusez-moi ou pardon) e por favor (s’il vous plaît)

Emergência: polícia 17, bombeiros 18 e ambulância 15. Consulado-Geral do Brasil em Paris: 65, Avenue D. Franklin Roosevelt, 75008. consulat@cgbresil.org

Festas e eventos importantes: Ano Novo (1 de janeiro), Dia do Trabalhador (1 de maio), Dia da Vitória na Europa (8 de Maio), Dia da Bastilha (14 de Julho) e feriados cristãos

Comentários

Lembrem-se, idosos na Europa são os que têm mais de 65 anos, não somente 60 como no Brasil.
Andar de metro não é bom, prefiro de ônibus, assim podemos ver cada bairro por onde passa o coletivo; no metro você entra em um lugar e sai no outro sem ver nada no caminho. Coisa sem graça, só serve para quem está trabalhando, não passeando, e o metro é bem feio!
Preste atenção às placas: "SORTIE" quer dizer SAÍDA e não o nome de um bairro qualquer, hehe.
Nos ônibus, paga-se a passagem em um guichê, antes de embarcar; ao entrar no ônibus ninguém vai perguntar se você pagou ou não, mas se aparecer um fiscal e você não tiver o bilhete a coisa pode ficar complicada e a multa bem pesada.

Oi Elio! Obrigada por essas dicas. Tem razão, sempre que possível é melhor caminhar para ver as vistas! Escreva sempre!

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.