Nova York

Por: Stéphanie Boccomino e Natasha Sá Osório

A “capital do mundo” é uma das cidades mais influentes do planeta, a mais populosa dos Estados Unidos e onde é possível ouvir mais de 800 idiomas diferentes. A “cidade que nunca dorme” é a metrópole dos excessos, onde é possível encontrar de tudo para todos os bolsos e a qualquer hora do dia, uma característica que as brasileiras aplaudem.

Em 2012, os 826 mil brasileiros que visitaram a “Big Apple” gastaram mais de US$ 1,9 milhão. Somos o povo mais gastador em Nova York e a terceira nacionalidade no total de visitantes estrangeiros, apenas atrás do Canadá e do Reino Unido. A metrópole recebeu no ano passado 52 milhões de turistas cujos gastos diretos chegaram a US$ 36,9 bilhões de dólares, números que continuam crescendo apesar dos desastres naturais do ano passado e da crise que continua afetando o país.
Se a sua intenção é participar ativamente na bola de neve consumidora Nova Iorquina, não deixe de ler o nosso guia de compras, onde explicamos onde comprar de acordo com o seu orçamento.

Será necessário um mapa para se deslocar em meio a tantas atrações, restaurantes, bares, boates noturnas e táxis amarelos. A maior parte das atividades turísticas está concentradas na ilha de Manhattan, mas os bairros de Brooklin e Queens têm barzinhos descolados que valem a  visita. Saiba como se orientar e locomover na cidade de Nova York, num guia que contém dicas importantes de segurança.Estátua da Liberdade

A Estátua da Liberdade fica em Liberty Island e é um dos lugares mais procurados pelos turistas. O ponto de encontro para a saída dos ferry boat que vão até lá é em Battery Park, logo em frente ao Financial District. Veja mais informações no espaço dedicado ao que FAZER (embaixo). No centro financeiro também se encontra o memorial dedicado às vitimas do ataque ao World Trade Center.

Desde esse evento histórico, o Empire State Building, o elegante prédio de 1931 localizado no número 350 de uma das avenidas mais vibrantes da cidade, a 5th Avenue, tem absorvido quase todos os turistas ávidos de uma vista esplendorosa da cidade. Com seus 102 andares, é um elegante prédio em art deco que também é símbolo de Nova York.

No roteiro não pode faltar uma visita a Times Square, a praça repleta de placares luminosos que liga a 42nd street e a 7a Avenida. Reúne a bolsa de valores, os estúdios da emissora ABC, inúmeras lojas e a glamorosa Broadway. Não deixe de ver pelo menos uma das peças em cartaz.

Se apertar a saudade, lá pertinho fica o Little Brazil, bairro que liga 15 West e 46th Street onde vivem os imigrantes brasileiros e que conta com bons restaurantes, como o Via Brazil. A cinco minutos dali está também o Rockefeller Center, localizada entre a 48 e 51st Street, um complexo de 19 edifícios comerciais com mirante no topo. É lá que fica a famosa pista de patinação no gelo que é enfeitada por uma grande árvore durante a época do Natal.

Se viajar com crianças, antes de se aventurar num passeio pelo Central Park, vá ao Fao Schwarz, uma enorme loja de brinquedos. Localizada no número 767, na Fifth Avenue com a 58th Street, a loja tem tecCentral Parklas de piano pintadas no chão, aquelas que o Tom Hanks tocou em “Quero Ser Grande”.

Grandes e pequenos também se divertem no Museu de História Natural (Central Park West com 79th Street) também figurado nas grandes telas, desta vez no filme “Uma Noite no Museu”. São 42 salas com uma vastíssima coleção de fósseis.

O pináculo da expressão de arte moderna, design e decoração mundial está no MoMa, o Museu de Arte Moderna de Nova York (11 West e 53 Street). Já o Metropolitan Museum of Art tem uma fachada belíssima e reúne um dos acervos mais ricos e renomados do mundo. O museu construído pelo brilhante arquiteto norte-americano Frank LLoyd Wright (1867-1959), o Guggenheim, tem um interior tão arrojado quanto o exterior, com exposições inovadoras. As visitantes veteranas podem aproveitar para conhecer também o Novo Museu (235 Bowery Street) e o Museu Naguchi (32-37 Vernon Boulevard, Long Island City). O primeiro é um espaço de sete andares que reúne arte contemporânea e a injeção de novas ideias no mundo da arte. O segundo é um museu dedicado e projetado pelo artista japonês Isamu Noguchi, que reúne esculturas e obras feitas durante a sua vida.

No final do dia, é gostoso ver o por do sol no High Line Park, parque construído sob uma antiga linha férrea que tem vista para o rio Hudson – mas só até às 19h, quando o parque fecha.

À noite, a pedida é curtir igual às garotas do Sex and the City. Para isso, dirija-se ao Tribeca, acrônimo de “Triangle Below Street”, um antigo espaço industrial que passou por intensas reformas. Hoje é famoso por suas casas noturnas, lojas, restaurantes badalados e hotéis conceituados. Os antigos armazéns deram lugar a lofts de alto padrãoFifth Avenue , localizados próximo ao distrito financeiro de Manhattan. Celebridades do cinema como Robert De Niro moram por lá atualmente.

O Lower East Side também é popular entre jovens descolados. Inicialmente um bairro de imigrantes das classes baixas, hoje mistura locais históricos com construções inovadoras, reunindo clubes de rock, restaurantes alternativos, lojas de marcas trendy e galerias de arte. É ideal para quem curte uma noitada alternativa com um público eclético.

Numa cidade tão cosmopolita não pode faltar gastronomia variada. Um lugar pouco conhecido por turistas, talvez por seu estilo despojado, é Hell’s Kitchen, região também conhecida como Clinton e Midtown West. A 8th e a 9th Avenue são os pontos a descobrir, já que lá há um montão de restaurantes em conta de todos os tipos e etnias. São restaurantes brasileiros, italianos, mexicanos, franceses, árabes e mais além, ideais para refeições rápidas.

Se a vontade é de comer com tranquilidade, embaixo da torre do Brooklyn Bridge, no lado de Brooklyn, há o River Café, restaurante detentor da melhor vista da cidade, frequentado por locais. O ambiente é sereno, com mesinhas iluminadas à luz de velas, ao som de um belo piano. E já que está aí, aproveite para visitar Brooklyn Heights, pequeno bairro que mantém preservada sua arquitetura da era colonial, com autênticas mansões e casas de tijolo e madeiras originais do século 19. O Brooklyn Heights Promenade, um calçadão em plano elevado em frente ao East River, proporciona uma bela vista de toda a cidade, incluindo o porto de Nova York e a Estátua da Liberdade, ótimo para tirar fotos. Uma dica bacana para o fim de tarde no Brooklyn é curtir os barzinhos descolados da região de Williamsburg.

Termine o passeio com uma caminhada que é longa, mas memorável: atravessar a Ponte do Brooklyn. Caminhe a pé em direção a Manhattan e aprecie a vista que lhe é proporcionada, andando pela passarela central que lembra um calçadão, entre a famosa “teia” de cabos de aço que sustentam a ponte. Só assim, encarando a cidade de frente, você pode se sentir no umbigo do mundo.

Fotos: Ilha de Manhattan (primeira imagem). Estátua da Liberdade  (segunda foto, à direita), Central Park (terceira foto, à esquerda). Times Square (última foto, à direita).

Nova York

População: 8,2 milhões (2011)

Fuso horário: - 2h em relação a Brasília no verão do hemisfério sul e -1h no inverno

Clima: temperado continental úmido com as quatro estações do ano bem definidas. Invernos frios e verões quentes e úmidos

Segurança: não aceite táxis clandestinos nos aeroportos. Procure não passear com suas malas pela cidade, vá direto ao hotel e guarde em um cofre seus pertences de valor. Evite andar sozinha pelas ruas à noite. Em caso de emergência disque 911 de qualquer telefone. Número de ajuda ao turista para o caso de perda de bagagem, acidente ou doença: 1-718-656-4870 (ligando de lá)

Dica esperta: se pretende ir a várias atrações, vale a pena adquirir passes de desconto. O New York Pass custa US$ 165 e dá acesso a 55 lugares em uma semana. Os cupons não te livram das filas, pois é necessário trocá-los pelos ingressos na bilheteria. O New York City Pass custa US$ 79 e dá direito a visitar seis atrações em nove dias. Neste caso, os cupons funcionam como ingresso. É necessário ir até à bilheteria somente uma vez para trocar o recibo adquirido online pelo booklet de cupons

Companhias aéreas que ligam Brasil a Nova York: a American Airlines e a United  têm voos desde São Paulo e Rio de Janeiro para Nova York sem escalas. A Avianca  cobre esses trajetos e também tem saídas de Belo Horizonte, assim como a TAM, à qual acrescenta a rota saindo de Brasília.
O trajeto feito com a Copa, saindo de São Paulo, tem escala na cidade do Panamá

Peças de teatro da Broadway
É possível comprar os ingressos online ou diretamente nas bilheteiras. Se não tem nada a perder, pode usufruir dos rush tickets, os ingressos comprados de última hora, por metade do preço. Mas antes da compra, veja também as promoções na loja TKTs, na Duffy Square (Broadway e 47th Street).

Saks Fifth Avenue
Segunda a sexta: 10h - 20h. Domingo: 11h - 19h.
611, 5th Avenue – Mapa

Barneys
Segunda a sexta: 10h - 20h. Sábado: 10h - 19h.  Domingos: 11h - 18h.
660, Madison Avenue - Mapa

Museu de Arte Moderna (MoMa)
Diariamente: 10h30 - 17h30.
Entrada: US$ 25 (adulto); US$ 18 (+ 65 anos); US$ 14 (estudante); crianças e jovens até 16 anos não pagam.
11 West e 53 Street – Mapa

Museu Guggenheim
1071 5th Ave – Mapa
Entrada: US$ 22. De sexta a quarta-feira: 10h – 17h45, exceto sábados que fecha às 19h45

Estátua da Liberdade
A visita é feita através da Statue of Liberty Harbour Tour, com passeio de ferry boat que inclui guia de áudio sobre a estátua, a história da ilha de Manhattan e outras curiosidades. A balsa da Statue Cruises é a única que leva até o monumento. Os barcos saem de Battery Park em Downtown. Para chegar até lá, pegue a linha 1 do metrô e desça na estação final em South Ferry. Vá caminhando em direção ao rio (há placas indicando o caminho) e encontre o paredão circular de Clinton Castle, onde se vendem ingressos.
Duração: 60 minutos
Saída: Battery Park (downtown) a cada 30 minutos entre as 10h e as 16h45.
Preço: adultos US$ 24; crianças US$ 12; crianças de 4 anos ou menos é de graça; idosos US$ 17.
Mapa

Woodbury Common Premium Outlet
Enorme complexo de compras a 80 km de Manhattan. Todas as marcas, das famosas às menos conhecidas, com ótimo desconto e algumas pela metade do preço.
Diariamente: 10h - 21h.
498 Red Apple Court, Central Valley – Mapa

Empire State Building Observatory
Observatório em um dos edifícios mais altos da cidade, de 102 andares onde é possível apreciar a vista da cidade.
Diariamente: 8h - 2h.
Entrada: Piso 86: a partir de US$ 25 (adulto); US$ 19 (crianças 6 – 12 anos); US$ 22 (+ 62 anos). Consulte o site para outras opções de ingressos, como entrada sem filas e acesso ao piso 102, que custa a partir de  US$ 42.
350, 5th Avenue – Mapa

Apple Store
Diariamente, aberto 24 horas por dia.
767, Fifth Avenue – Mapa

Chelsea Market
Maior mercado gourmet de Nova York com diversas lojas especializadas em alimentos variados como massas, frutos do mar, queijos, temperos e outros. Abriga também um shopping e um complexo de escritórios de grandes empresas como o Google.
Segunda a sábado: 7h - 21h.  Domingo: 8h - 20h.
75, 9th Avenue - Mapa

Patinação no gelo: Rockefeller Center e Central Park
Apenas disponível no inverno, normalmente entre outubro e março ou abril. Clima agreste pode obrigar fechamento dos ringues. Prefira fazer esta atividade durante a semana, antes das 16h, para evitar as filas e multidões.

Rockefeller Center
Segunda a quinta-feira: 9h – 22h30; sexta e sábado: 8h30 – 0h; domingo: 8h30 – 22h. Entrada: varia conforme dia da semana, horário, eventos especiais, etc, mas o ingresso de adulto custa em torno de US$ 20/25 e metade para crianças. Através do site é possível organizar aulas, comprar entrada VIP com direito a chocolate quente, adquirir passes para furar a fila ou conjugar com outras atividades (refeições, passeios de charrete, entre outros) e até organizar pedidos de casamento e saídas românticas.
45 Rockefeller Plaza - Mapa

Central Park
Trump Wollman Rink: situado na zona sul do parque, possibilita apreciar a paisagem do local. Segunda e terça: 10h – 14h30. Quarta e quinta: 10h – 22h. Sexta e sábado: 10h – 23h. Domingo: 10h – 21h.  Entrada: durante a semana US$ 11 (adulto); final de semana US$ 17 (adulto); US$ 6 (crianças, todos os dias); aluguel de patins: US$ 7.

Lasker Rink: situado na zona norte do parque. No verão, esse ringue é convertido em uma piscina de natação. Ideal para ir com as crianças. Segunda a quinta-feira: 10h – 15h45. Sexta: 10h – 17h15 e 19h – 23h. Sábado: 13h – 23h. Domingo: 12h30 – 16h30. Entrada: US$ 7 (adultos); US$ 4 (crianças); US$ 2.25 (idosos).
Acesso pela Lenox Avenue (metrô Central Park North) - Mapa

Zoológico de Central Park 
Pequeno, mas agradável zoológico ao sul do parque. Há diversas espécies, até ursos polares e pinguins que habitam numa espécie de aquário polar. Há uma área imitando uma vasta floresta tropical com pássaros e macacos. Há um cinema 4D que permite uma experiência multisensorial.
Diariamente: 10h – 16h30. Entre abril e outubro fecha às 17h durante a semana e 17h30 nos finais de semana. Entrada: a partir de US$ 12 (adulto); US$ 7 (criança); US$ 9 (idoso); US$ 7 (cinema 4D).
830 5th Avenue, entre a 63rd Street e a 64th Street (metrô 5 Av/59 Street) – Mapa

Passeio de helicóptero Liberty Helicopters
A viagem inicia com a vista do rio Hudson, permite ver a Estátua da Liberdade, alguns dos edifícios mais famosos do mundo como o Empire State Building e todo o Central Park. Duração: 18 a 20 minutos.
Diariamente: 9h - 18h. Preço: US$ 215 (adulto); US$ 215 (criança 3 - 11). O site tem cupons de descontos.
Saída: downtown Manhattan Heliport: Pier 6 - East River entre South Street Seaport e Staten Island Ferry
Mapa

 

$ = até US$ 30 | $$ = US$ 30 a US$ 80 | $$$ = acima de US$ 80 Por prato, uma pessoa.

Burger Joint
Situado dentro do Le Parker Meridien Hotel, o restaurante Burger Joint é famoso por ter o melhor hambúrguer de Nova York. Paga-se somente em dinheiro. $
Segunda a quinta: 11h - 23h30. Sexta e sábado: 11h - 0h. Domingo: 11h - 23h30.
119 West e 56th Street - Mapa

Via Brazil Restaurant
Restaurante brasileiro localizado na Little Street Brazil que oferece o melhor da nossa comida típica. Arroz e feijão são alguns dos complementos mais pedidos. Oferecem também feijoada completa. Sobremesas deliciosas como pudim de leite e manjar branco com ameixa. $
Domingo a terça: 12h - 22hrs. Quartas e quintas: 12h - 22h30. Sextas e sábados:12h - 23h30.
34 West 46th Street - Mapa

Fred’s at Barneys New York
Restaurante que se encontra dentro da loja de departamentos Barney’s. Ambiente agradável, boa opção para o almoço com cardápio variado. Ótimas pizzas. $$
Segunda a sexta: 11h30 - 21h. Sábados: 11h - 20h. Domingos: 11h - 18h.
660 Madison Avenue – Mapa

WD-50
Uma boa opção para jantar, este restaurante comandado pelo chef nova iorquino Wyle Dufresne tem pratos deliciosos e criativos. Casa apreciada pelos locais. $$
Aberto todos os dias das 18h às 22h.
Melhor garantir reservas pelo telefone: (212) 477-2900 (ligando de lá)
50 Clinton Street e Rivington Street - Mapa

Eleni’s
Loja especializada em doces diversos, principalmente cupcakes. Diversos tamanhos e sabores inusitados.
Segunda a sexta: 9h - 20h30. Sábados: 9h - 20h.  Domingos: 9h - 19h.
75, 9th Avenue - Mapa

 

Hotel Pennsylvania
Hotel 2 estrelas localizado em frente ao parque Madison Square Garden e da estação de metrô Penn. Fica cerca de 15 minutos a pé da Times Square e do MoMa e a apenas a um quarteirão do Empire State Building. Diárias a partir de US$ 129.
401, 7th Avenue - Mapa

Distrikt Hotel New York City
Hotel 3 estrelas localizado a cinco minutos da praça Times Square, do metrô e da Broadway, onde se localizam os teatros. Fica cerca de 25 minutos a pé do Central Park.
Diárias a partir de US$ 279.
342 West, 40 Street – Mapa

The Peninsula New York
Hotel 5 estrelas no coração de Manhattan, na avenida das compras Fifth Avenue. O MoMa e a estação de metrô 5 Ave./53 Street ficam a dois quarteirões de distância. Possui spa com doze salas de tratamento, salão de beleza e um salão de chá asiático.
Diárias a partir de US$ 795.
700 Fifth Avenue e 55th Street – Mapa

Comentar

Plain text

  • Nenhuma tag HTML permitida.
  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Filtered HTML

  • Endereços de páginas de internet e emails viram links automaticamente.
  • Tags HTML permitidas: <a> <em> <strong> <cite> <blockquote> <code> <ul> <ol> <li> <dl> <dt> <dd> <p> <iframe>
  • Quebras de linhas e parágrafos são feitos automaticamente.

Gmap

  • Insert Google Map macro.